Sábado, 20 de Julho de 2024
15°C 29°C
Fátima do Sul, MS
Publicidade

Pedreiro é preso por armazenar conteúdo pornográfico envolvendo menores

A investigação durou cerca de três meses.

05/07/2024 às 15h30
Por: Redação Fonte: DOURADOS NEWS
Compartilhe:
Ação foi efetuada pela DEPCA - Crédito: Divulgação PCMS
Ação foi efetuada pela DEPCA - Crédito: Divulgação PCMS

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, deflagra 21ª fase da operação Sentinela, com a prisão em flagrante de um homem, de 40 anos, por armazenamento de material de abuso sexual infantil, nesta sexta-feira (5), em Campo Grande.

A operação foi deflagrada após investigações do Núcleo de Inteligência Policial (NIP/DEPCA) culminarem na identificação de um pedreiro, morador do Bairro Vida Nova, que mantinha armazenado material de abuso sexual infanto-juvenil em ambiente cibernético. A investigação durou cerca de três meses.

Continua após a publicidade
Anúncio

O alvo da operação foi localizado após sua intensa atividade cibernética em locais distintos de Campo Grande, no Bairro Jardim Aeroporto e Vida Nova, com acesso e armazenamento de grande quantidade de vídeos e fotos, com cenas de sexo explícito e pornográficas envolvendo crianças e adolescentes. 

O alvo foi conduzido à DEPCA, onde foi formalizada sua prisão em flagrante delito. Além disso, ele teve o seu aparelho celular apreendido e encaminhado ao Instituto de Criminalística – IC.

Continua após a publicidade
Anúncio

“Sentinela”: Assim é denominada a operação permanecente desenvolvida pela DEPCA visando a repressão da exploração sexual infanto-juvenil, através do monitoramento constante de atividades ilícitas, em meio virtual. A DEPCA realiza as investigações partir da parceria com a National Center for Missing & Exploited Children – NCMEC (EUA) e Polícia Federal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Lenium - Criar site de notícias